domingo, 19 de abril de 2009

O Ministério Frustrante de Jesus


Nascido em uma manjedoura no meio de animais, exaltado por magos que vieram do Oriente, perseguido por soldados que queriam matá-lo ainda bebê. Desde cedo era possível ver quem era Jesus, lá estava ele com doze anos de idade entre os doutores no templo!
Mas seu ministério mesmo, começaria anos depois, sendo batizado por João Batista, com o próprio Deus dando testemunho dele, dizendo que nele tinha prazer.
Jesus enfrentou a tentação, curou enfermos, libertou endemoninhados, demonstrou o seu poder a Pedro, Tiago e João na pesca maravilhosa e chamou-os para que o seguissem.
Em pouco tempo não seria apenas ele, estaria com mais doze que o seguiam.
Sua fama seria conhecida na Síria, Galiléia, Decápolis, Jerusalém, Judéia e dalém do Jordão. Numerosas multidões o seguiriam. Jesus saberia bem o que é viver cercado de pessoas (Mt. 4.25).
No sermão do monte uma multidão o ouviria maravilhado (Mt. 7.29).
Mulheres o seguiam e o ajudavam com seus bens (Lc. 8.3)
Afluía uma grande multidão quanto contara a parábola do semeador (Lc. 8.4)
Voltando da terra dos gerasenos, a multidão o recebeu com alegria (Lc 8.40)
E o que dizer dos cinco mil homens presente na primeira multiplicação de pães e peixes? Ou ainda dos quatro mil homens, fora mulheres e crianças, presentes na segunda multiplicação?
Jesus estava construindo uma carreira promissora e seu “Ibope” subia de forma admirável! Doze discípulos com ele o tempo todo, outros setenta foram designados, todos paravam para ver quando se dizia que o mestre Jesus estava passando por ali!
Entrada em Jerusalém! Glórias e honras merecidas de uma multidão que clamava: “Bendito é o Rei que vem em nome do Senhor!” Que coisa maravilhosa! Fico imaginando a cena! Jesus estava firme no seu propósito e o povo reconhecia quem era ele!
Mas algo aconteceu, e Jesus teve o maior índice de rejeição da noite para o dia da história, e isto sem motivo!
Na última ceia eram só doze e um se retirou (Jo. 13.30).
No Getsemani apenas três que ainda dormiram (Mt. 26.37)
Na casa do sumo sacerdote durante o interrogatório apenas um, que o negou (Mt. 22.54)
Na Cruz, sozinho, nem mesmo Deus estava com ele (Mt. 27.46).
Cumprindo a promessa de Deus, Jesus morreu na cruz, mas ao terceiro dia ressuscitou! Aleluia!
Não posso falar disso sem glorificar àquele que venceu a morte e vive para sempre!
Mas gostaria que você continuasse concentrado nesta linha de pensamento.
Após a ressurreição apareceu aos doze e depois a mais de quinhentos de uma só vez (I Co. 15.6), mas ao findar sua missão terrena, após sua ascensão, apenas umas cento e vinte pessoas permaneceram reunidas (At. 1.15).
Aquele que estava sempre cercado de multidões, quatro, cinco mil pessoas, conhecido de todos, famoso em toda a região, termina seu ministério com míseras cento e vinte pessoas.
O ministério fracassado de Jesus, que saiu de sua glória, pregou o evangelho, fez inúmeros milagres, mas que terminou com apenas cento e vinte pessoas que permaneceram juntas!
Talvez o tema do artigo ou parte dele (fiz questão de colocar as referencias bíblicas para não acharem que estou blasfemando), tenha chocado um pouco. Na verdade era justamente essa a intenção.
Tiramos inúmeras lições dessa biografia de Jesus, mas não posso falar tudo num blog. Então vou me concentrar na principal.
Nós, que hoje nos preocupamos tanto com números! Quantos estão freqüentando o grupo de comunhão, quantos estão indo no culto de domingo à noite, quantos aceitaram o apelo de evangelismo, quantos estão fieis nas vigílias, quantos acessam nosso site, assistem a nosso programa, compram nosso CD?
Baseamos muitas vezes o agir de Deus na quantidade, se está crescendo dizemos: Deus está agindo! Se está diminuindo ou mesmo estagnado: Alguma coisa esta errada!
Se usarmos a mesma medida para nosso mestre Jesus, chegaremos à conclusão que foi um frustrante ministério, deveria ter ficado pelo menos uns três mil em atos um!
Mas lembre-se de que o reino de Deus consiste em poder (I Co. 4.20) e foi pelo poder da manifestação do Espírito, que a partir dos míseros cento e vinte, quase três mil almas se converteram e a palavra se espalhou pelo mundo e chegou ao meu e ao seu coração.
Não desanime quando os números disserem que não dará certo, quando as estatísticas humanas mostrarem que seus sonhos serão fracassados, lembre-se o crescimento vem de Deus.
Líderes, ministros do evangelho! A nós cabe pregar a palavra, quer seja oportuno quer não (II Tm. 4.2), mas o crescimento vem Dele!
Glórias a Deus pelo ministério vitorioso e próspero de Jesus, os planos de Deus não são os nossos planos. Os planos de Deus nunca, nunca são frustrados!
Aleluia!


Autor: Call Moreira
Correções: Elaine Massuco

6 comentários:

Anônimo disse...

Olá querido!
Amém... que possamos ter nossos olhos e nossos corações voltados para o único que tem real poder de transformar uma situação de fracasso em vitória!
Quando começarmos a depender mais da oração e menos da ação humana, entenderemos quão poderoso é o Deus a quem servimos.
Foco em Jesus, sempre e sempre!
Bjus

Anônimo disse...

A anônima aí em cima é a Fer viu Call! rs

Samir disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Samir disse...

Meu irmão, recebi o convite para o acesso ao blog hoje...aceitei-o de bom grado e achei excelente a iniciativa! Pude ler o artigo "o ministério frustrante de Jesus" e é de fato, bastante incentivador! que o Senhor faça prosperar os acessos a este meio que é luz em meio às trevas! Um abraço na graça superabundante de Jesus, Samir, teu irmão, de Porto Alegre.

Anônimo disse...

call,edificante "teu texto",pois na verdade todos somos inspirados por Jesus,nosso Salvador.Tenho profunda admiraçao pelo irmao Daniel Souza.Conheci Jesus na pessoa dele,quando ele esteve num retiro aqui em Viamao.Sonho em um dia ir à Sao Vicente,mas por enquanto acompanho o trabalho dele pela internet.Bençaos para ti,em nome do Senhor Jesus!

JONATAS FM disse...

Glórias e honhas a JESUS! ELE tem levantado os seus servos com sabedoria e graça, para levar a sua palavra aos que estão dispostos a ouví-la... (e aos que não estao....
Certamente és um destes.
Que DEUS te abençoe e te guarde neste ministério.