domingo, 5 de abril de 2009

Uma Carta Especial


Tu Senhor és o motivo de eu lhe escrever.
Confesso, já tentei outras palavras, busquei na prosa e na poesia um modo de expressar minha gratidão, ou quem sabe por um pouco agradar teu coração, mas não consegui.
Por isso, lancei-me nas palavras soltas, perdidas no papel ou expostas nos monitores apenas pra te dizer...
Mas o que dizer, se as palavras que me trazem vida vem de ti? Se és tu quem falas quando estou aflito, se são tuas palavras que me trazem direção, se é a tua voz que me guia até tua presença? Mesmo quando estou como cego, perdido e sem rumo, quando ando como criança, vagando sem perceber os perigos que estão a minha volta, quando encho-me de mim e acho que sei o bastante.
Quem sabe então eu possa expressar o que sinto...
Mas como poderia?
Se o mais nobre dos sentimentos és tu! Se foi por amor que desceste à terra, se foi por amor que pregaste as boas novas e foi por amor que se entregou à morte, se é por amor que voltará.
Oh Senhor, começo a ficar sem jeito, não sei o que dizer e nem mesmo o que sentir diante da tua presença... só posso agradecer.
Agradecer por todas as vezes que falaste ao meu coração, mesmo eu dando de ombros e dizendo não.
Por todos os momentos que chorei e de repente senti um toque, um abraço, vindo direto de teus braços e a tua voz mais uma vez me consolando, me incentivando a prosseguir.
Ah Pai, obrigado pela brisa fresca que senti em tantas noites, pelas estrelas que divisei na escuridão, pelo ocaso que contemplei no horizonte!
Em tudo posso ver que estás comigo, tu és meu verdadeiro amigo e mesmo em tempos difíceis, mesmo quando a dor persiste, tu sempre, sempre estás comigo.
Hoje sei que és suficiente pra mim, tudo que eu preciso está em ti.
Meu Deus, como pude tantas vezes isso não perceber, e por caminhos longe de ti percorrer, querendo algo que enchesse meu coração? Ah Senhor, perdoa-me porque tu sempre estiveste tão perto, mas eu quis estar longe.
Mas como amas tanto o pecador e nunca se esqueces daqueles a quem criou, ouvi mais uma vez a tua doce voz, o senti bater à porta de meu coração e desta vez Senhor, não pude resistir.
Preferi negar a mim e levar a minha cruz, entreguei a ti os meus anseios, sabendo que tu sempre estás no controle e tens o melhor pra mim.
É... não resta nada a mim a não ser te louvar! Que minha boca expresse palavras de gratidão a ti, que seja ouvido, visto e divulgado que eu te amo Senhor, que todo meu ser expresse a tua glória e reflita a tua obra, que meu coração se alegre por tudo que fizeste e por tudo que farás em mim.
Que os quatro cantos da terra conheçam e temam o teu santo nome.
Adorado sejas tu para todo sempre, por tudo que tu és! Senhor, se foste me retribuir pelo que mereço o que seria de mim? Amaste-me mesmo quando eu estava longe, tens sido fiel mesmo diante de minha infidelidade. Quando eu jazia sozinho e envergonhado, tu Senhor me cobriste de honra e foste minha companhia.
Teu amor, tua misericórdia, teu perdão, não servem para eu pecar novamente e permanecer na escuridão, mas servem para que eu dedique essas letras a ti, numa simples carta.
Carta para ti Senhor, que só precisa de três palavras:
Obrigado, te amo.

Autor: Call Moreira
Correções: Elaine Massuco

Um comentário:

Elaine disse...

Olá Call

Realmente o amor de Deus nos constrange... Fico maravilhada ao refletir que o Deus que me ama e cuida de mim é o mesmo que criou todas as coisas, abriu o mar, fez o sol parar e outras maravilhas.
O que podemos fazer ou dizer diante disso? rs
bjiko